segunda-feira, 22 de junho de 2009

"Os pais e os peritos" por Daniel Sampaio

"Os pais precisam, acima de tudo, de ter acesso a boas condições de vida para os seus filhos, em comunidades que tenham respeito pelas crianças, dirigidas por políticos que não produzam legislação excessiva sobre a vida privada. No seu quotidiano, não devem esquecer um princípio fundamental: é na interacção com os seus filhos que poderão compreender o que está certo ou errado na educação dos mais novos. Uma relação de intimidade - como a de pais e filhos - fornece elementos únicos específicos inacessíveis a qualquer outro observador e é a partir da experiência do que se vai passando nessa relação que surge o correcto caminho para os pais, que afinal só pode ser um: ancorados na experiência dos seus próprios pais (agora avós), estimulados pelo contacto com outros progenitores em situações semelhantes, os pais de hoje encontrarão na relação íntima com os filhos o melhor guia para educar."
Daniel Sampaio, na crónica deste domingo, na Pública, a revista do Público, sobre "Os pais e os peritos". Sobre, por vezes, a incapacidade dos pais em se sentirem educadores e assumirem as suas funções por estarem presos às críticas que lhes chegam da sociedade, em geral, e dos peritos em particular.
BW

Sem comentários:

Publicar um comentário