terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Conversas de recreio

Conversa que ele (de 7 anos) começa com ela (de quase 4):

- Tens um namorado?

- Não, tenho uma namorada. É a M.

-Ah! Não podes! Assim são alérgicas.




Ela faz anos esta semana. A M. vem cá lanchar a casa. Não se pode deixar passar uma amizade assim! Entre os mais pequenos a amizade é inesperada, bela, mais forte do que tudo. E eles não têm palavras para explicar por que é assim. Mesmo que para o ano mudem de escola, que se deixem de ver, estas memórias do conforto e da alegria de ter um amigo ficam. E basta um abraço para tudo recomeçar. Diz R. Bach que "para os amigos não há longe nem distância". A minha vida pessoal também me tem mostrado isso. Que bom!

Ana Soares

Sem comentários:

Publicar um comentário