terça-feira, 10 de novembro de 2009

Hoje é o primeiro dia... (III)

No que diz respeito à avaliação e ao estatuto, os professores ainda estão no limbo mas, ainda assim, parece que vão poder respirar de alívio: A ministra não diz claramente que vai suspender o próximo ciclo de avaliação mas avança que vai pedir às escolas para não fazer trabalho que depois não tenha consequências. "Em termos práticos isso significa: orientações no sentido de suspender os procedimentos que deveriam ser levados por diante", traduz Mário Nogueira. É o que parece.
Isabel Alçada quer que as escolas trabalhem "de uma forma serena", quer que "os professores tenham serenidade, que trabalhem bem, que invistam o seu esforço na sala de aula" e não no processo de avaliação. Tudo bem, mas que isto não signifique que os docentes sejam avaliados "a fingir" porque aí quem perde são os alunos, o sistema educativo e o país.
BW

Sem comentários:

Publicar um comentário