quarta-feira, 5 de maio de 2010

Estamos todos mortos?

Os atentados à liberdade de imprensa têm-se seguido uns atrás dos outros e Portugal lá vai caindo no ranking sobre a liberdade de imprensa. Ricardo Rodrigues, deputado do PS, rouba, furta ou guarda sem autorização dos proprietários dois gravadores de dois jornalistas e o presidente da bancada do PS acha compreensível.
Tudo isto é normal ou estamos todos mortos? Já nada interessa, já não há regras, nem moral, nem ética, nem nada quando o povo elege arguidos em processos ou quando os casos de corrupção se sucedem uns atrás dos outros e não acontece nada.
BW

Sem comentários:

Publicar um comentário