segunda-feira, 3 de maio de 2010

É um inquérito feito a consumidores europeus pela Cetelem, uma empresa de crédito e por isso vale o que vale. Sobretudo porque quem o apresenta não diz quantos consumidores foram inquiridos, em que altura, etc, enfim, todas aquelas coisas que devem tornar uma sondagem relativamente fiável.
O que me chamou a atenção NÃO FOI que os consumidores estejam disponíveis para ver os produtos expostos de uma maneira menos bonita nas prateleiras, como de resto acontece nos supermercados mais baratos.
O que me chocou é que estão dispostos a ver as empregadas das caixas a ser substituidas por máquinas. Aqui os portugueses estão acima da média europeia (54 contra 49 por cento). Sim, o produto fica mais barato mas provavelmente a taxa de desemprego também aumenta. Hei! Mas eu não estou nada preocupada porque eu não sou caixa de supermercado, nem o meu marido, nem ninguém na minha família e poupo uns euros, pensa o chico-esperto que responde a estes inquéritos!
A falta de solidariedade choca-me e por isso nunca uso as caixas automáticas do hipermercado. É certo que não têm fila mas gosto de acreditar que aqueles dez minutos que estou à espera, estou a contribuir para a manutenção do emprego daquela funcionária, que pode ter filhos e que também gostará de chegar ao fim do mês com dinheiro para ir ao supermercado.
BW
PS: E alguém tem que arrumar os produtos. Por isso também prefiro ir a um sítio com produtos bem expostos e o chão limpo. Manias!

Sem comentários:

Publicar um comentário