quarta-feira, 16 de maio de 2012

A dislexia e os exames

Diz que havia fraudes, que havia alunos que não precisavam e que tinham mais tempo; que as escolas facilitavam... E, já se sabe: não ao facilitismo!
O que choca mais neste caso é a resposta do Júri Nacional de Exames que a mãe lê na reportagem da TVI:



Não estará o JNE a cometer uma ilegalidade? Afinal, a escolaridade obrigatória é de 12 anos e/ou até aos 18 anos. Será que querem que Constança fique no 9.º ano até completar 18 anos?
Albino Almeida sublinha o direito à educação que, em nome de sabe-se lá o quê – da exigência? da austeridade? da troika? – parece esquecido por este Governo.
BW

Sem comentários:

Publicar um comentário