sábado, 5 de maio de 2012

As mães são como lugares de onde deus chega


Ao contrário do livro anterior que li do mesmo autor, A máquina de fazer espanhóis, este, O remorso de baltasar serapião, não me encheu as medidas. Bem sei que recebeu prémios, mas a violência narrativa e linguística que domina todo o livro não me permite colocá-lo na minha lista de preferência. No entanto, a escrita é fluída, original e merecedora de elogios.
Aqui fica esta belíssima frase a celebrar o dia da mãe.

Ana Soares


Sem comentários:

Publicar um comentário