terça-feira, 23 de novembro de 2010

Uma surpresa chamada Bento XVI

Não tem o ar mais simpático do mundo. Na verdade, não é fotogénico porque ao vivo parece um velhinho amoroso. Quando foi escolhido, não se augurava nada de bom: já idoso, um intelectual e alemão. Suceder a João Paulo II não era fácil. O anterior Papa era uma verdadeira pop-star, sabia usar os media como ninguém.
Mas Bento XVI tem sido uma surpresa! Um homem atento ao mundo em que vive. Desde sábado que Bento XVI vem surpreendendo o mundo. Primeiro as declarações que surgem no livro Luz do Mundo sobre o uso do preservativo, com as devidas salvaguardas para a importância de vivermos com dignidade a nossa sexualidade. Bento XVI diz claramente que o preservativo não é "uma solução verdadeira e moral", mas que em casos concretos possa ser utilizado, "pode ser um primeiro passo na direcção de uma sexualidade vivida de outro modo, mais humana". Estas declarações custam a alguns que parecem mais papistas do que o Papa.
No mesmo livro, Bento XVI admite resignar se ficar incapacitado. Mais uma porta que se abre.
BW

Sem comentários:

Publicar um comentário