sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Um país parado por causa da cimeira

Diz quem vem daqueles lados que o IC19 está completamente vazio. Há muito funcionário público a dormir na Amadora, Cacém, Agualva, Queluz e terras adjacentes! Não tenho dúvidas que em termos de política internacional é bom ter o nome de Portugal presente, como no Tratado de Lisboa ou agora com a Cimeira da Nato.
Portugal descobriu uma vocação, uma qualidade: a de bem receber. Somos os vencedores dos concursos de catering no Mundo! Somos bons anfitriões, sabemos receber bem, temos uma culinária espectacular e se o dia estivesse bonito, tudo seria perfeito!
O que pergunto é se nas contas de merceeiro entre o deve e o haver, se esta vocação compensa. Compensa dar tolerância de ponto a um país que pouco produz? Compensa ter empresas privadas na área onde a cimeira acontece fechadas ou a meio gás por questões de segurança dos políticos? Compensa ter os funcionários dentro do centro comercial Vasco da Gama, nas lojas e restaurantes circundantes, e não ter consumidores? Quanto custa a cimeira a um país endividado? Valerá mesmo a pena? Espero sinceramente que sim.
BW
PS: Suspeito que hoje estará mais gente "de cimeira", que dia 24 "de greve".

Sem comentários:

Publicar um comentário