quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Estou indecisa quanto a este rapaz...

O corpo, os olhos, o cabelo revelam que é um miúdo. Talvez seja aquele que, esta manhã a jornalista da SIC Noticias dizia ser um menor que fará 16 anos daqui a uns dias. Não sei.
Sei que ontem à tarde, em frente à Assembleia da República, era dos mais activos. Apanhava as pedras, corria para a frente dos polícias e atirava-as e repetia, repetia, mostravam as imagens televisivas.
Nas redes sociais, o rapaz é condenado. Na mochila que traz às costas deve trazer um Ipad, um Iphone, um Iqualquer coisa – dizia alguém. Tem a cara tapada para a mãezinha não o ver, descansada que está ao pensar que ele está na escola – dizia outro alguém.
E eu olho para ele e sim, parece-me um miúdo de bem, daqueles que vão ao futebol e estão nas claques, e vão a concertos. Provavelmente esquecido e mal amado por pais licenciados, quadros superiores, demasiado ocupados a trabalhar para lhe oferecer os Itodos e férias na neve. Mas será?
E eu olho para ele e penso: o que leva um miúdo a pegar em pedras e a atirá-las contra polícias? Será que não sabe que deve respeitar os mais velhos e/ou a autoridade? Porque ninguém lhe deu limites, os estabeleceu? Porque foi deixado demasiado 'à-vontade' pelos pais, convencidos de que é um rapaz responsável? Porque a escola não o ensinou? Será que insulta os professores? Adormece nas aulas porque esteve toda a noite a jogar computador?
Será que as atira porque acredita realmente no anarquismo? Porque é um miúdo envolvido politicamente, interventivo, que acha que esta é a única maneira de lutar?
Ou, será que atira pedras porque sente que não há futuro?
BW

1 comentário:

  1. Atira porque é um selvagem e lhe falta educação.

    ResponderEliminar